Em Foco‎ > ‎Mural‎ > ‎Mural Arquivo‎ > ‎

Supremo mantém mudança nas jornadas de professores

postado em 9 de mai de 2011 12:07 por Assers Digital   [ 22 de out de 2013 11:33 atualizado‎(s)‎ ]
Estados e municipíos sofreram uma derrota no Supremo Tribunal Federal (STF). A Corte manteve a regra que garante aos professores da Educação Básica o direito de ficar fora da sala de aula durante um terço da jornada de trabalho para planejamento de aulas e aperfeiçoamento profissional. Embora a medida ainda possa ser rediscutida pela Corte, a polêmica entre governo do Estado e Cpers-Sindicato é o local em que esta carga horária deverá ser cumprida.

Apesar do Estado ter movido ação contra a medida, o secretário da Educação, Jose Clovis Azevedo apoia a existência de atividades extraclasse e salienta que o cumprimento deve ocorrer dentro das escolas, e não em casa.

O secretário garantiu haver um plano de abrir concurso público no segundo semestre deste ano, para suprir o Estado de professores, possibilitando no ano que vem, o cumprimento da jornada extraclasse.

Conforme estimativas recentes da Confederação Nacional de Municípios (CNM), com a confirmação do direito dos professores de gastar parte da carga horária com atividades externas, as prefeituras terão de contratar mais de 180 mil profissionais para assegurar aos estudantes quatro horas diárias em sala de aula. Isso representará um impacto de R$ 3,1 bilhões nas contas dos municípios.


Comments