Em Foco‎ > ‎Mural‎ > ‎Mural Arquivo‎ > ‎

Pesquisa com pais e professores de Porto Alegre

postado em 23 de jul. de 2020 07:45 por Arquivo Assers   [ 23 de jul. de 2020 09:41 atualizado‎(s)‎ ]
https://aulaspandemiapoa.questionpro.com/?fbclid=IwAR3WMTQLfAwmOBoSe4xfLin4mm-JPp7LHUO3ZhFb-gx9jRQQShmsCcAQlUw
Iniciou neste dia 23 de julho uma pesquisa que pretende ouvir mães, pais, responsáveis, educadoras e educadores da rede básica de ensino de Porto Alegre nos âmbitos público (rede estadual e rede municipal) e privado (escolas particulares). O estudo investiga questões sobre a educação na pandemia do COVID-19 e as condições necessárias para o retorno seguro às atividades presenciais nas instituições de ensino com o objetivo de pensar na qualidade do acesso à educação e da garantia das condições mínimas de segurança e proteção a vida durante e após a pandemia.

A pesquisa está sendo realizada através do Comitê Popular Estadual de Acompanhamento da Crise Educacional no RS e assinam a realização da pesquisa a Associação Mães e Pais Pela Democracia - AMPD, Associações de Orientadores Educacionais do Rio Grande do Sul - AOERGS, Associação dos Supervisores Educacionais do Rio Grande do Sul - ASSERS, Fórum Gaúcho de Educação Infantil -FGEI, CPERS/Sindicato, SIMPA, SINPRO e SINASEFE-IFSul. Além disso a pesquisa tem o apoio de todas as entidades que compõe do Comitê, a saber: ABECS/RS, ADUFRGS Sindical, AEPPA, AESUFOPE, ANDES-UFRGS, ANFOPE, ANPG, AOERGS , ASSERS, AMPD, ATEMPA, Café com Paulo Freire, Comitê-RS da Campanha Nacional Pelo Direito à Educação, CPERS Sindicato, FAMURS, FGEI, IFFAR, Movimento Educação Popular – MEP, Secretaria Executiva do Conselho Internacional do Fórum Mundial de Educação, SIMPA, SINASEFE IFSul, SINPRO, UEE, UEIFRS, UGES, UNCME-RS e UNE.

A motivação para realização desse estudo foi mobilizada diante da apresentação de informações e dados que estão sendo divulgados pelos órgãos públicos sem que se tenha sido realizada uma ampla escuta das famílias, das educadoras e dos educadores sobre as condições do acesso à educação durante a pandemia, sobre as dificuldades que tem sido enfrentadas pelas famílias e pelos profissionais da educação. O objetivo é contribuir para que as medidas que estão sendo tomadas pelo poder público sejam de acordo com a realidade das famílias e com a realidades educacional da cidade de Porto Alegre.

Trata-se de um estudo de interesse público e os resultados serão amplamente publicizados nos meios de comunicação locais, já está prevista a realização de uma Coletiva de Imprensa no dia 30 de julho às 15h para divulgação das informações obtidas com a pesquisa.

A pesquisa pode ser respondida por mães, pais, responsáveis, educadoras e educadores da rede pública estadual, municipal e privada da cidade de Porto Alegre. As pessoas respondentes não precisam se identificar e os dados serão analisados de forma geral garantindo o sigilo das informações. A responsabilidade técnica da pesquisa é da Socióloga e Presidenta da AMPD, Aline Kerber e da Socióloga Sabrina Leal.

Informações podem ser obtidas pelo e-mail maesepaispelademocracia@gmail.com ou comitepopulardeeducacao@gmail.com ou pelo telefone (51) 99363-7965 com Aline Kerber.

Para responder a pesquisa, acesse o link: clique aqui (www.aulaspandemiapoa.questionpro.com)

Para saber mais sobre o Comitê Popular Estadual de Acompanhamento da Crise Educacional no RS, acesse: facebook.com/groups/225167721879797



Comments