Em Foco‎ > ‎Mural‎ > ‎Mural Arquivo‎ > ‎

Faça um e-book na escola ‎‏‎‎‏‎

postado em 19 de out de 2009 08:28 por Evandro M   [ atualizado em 22 de out de 2013 11:33 por Assers Digital ]
Zero Hora destaca e-book (livro feito para ser lido no computador) de autoria de estudantes da 5a. série.  

O jornal Zero Hora destacou em sua edição de 16/10 a publicação do e-book dos estudantes da 5a série da EEEF Almirante Álvaro Alberto da Motta e Silva, de Porto Alegre, organizados pela prof. Eloisa Menezes Pereira, dentro do projeto Faça um E-book na Escola.

O e-book é um livro feito especialmente para ser lido no computador (ou em outros aparelhos eletrônicos). Ele possibilita que as idéias sejam organizadas e transmitidas através do formato de um livro, mas com custos muitíssimos menores - os valores para impressão gráfica e distribuição inviabilizam muitos projetos.

Com o e-book qualquer pessoa, com um computador, pode ter acesso ao conteúdo do livro, de qualquer lugar do mundo. Isto torna muito barata inclusive sua divulgação - um e-mail ou uma página no Orkut podem ser a porta de entrada para a publicação.

Mas fazer um e-book não é simplesmente transpor as páginas do livro para o computador - pois isto normalmente torna a leitura difícil para quem não está acostumado. O e-book é produzido especialmente para o computador, e pode utilizar sistemas que facilitam a leitura e o manuseio, tornando a experiência muito mais agradável.


A ASSERS pode editar e-books, para tanto é registrada no sistema da Fundação Biblioteca Nacional e Agência Brasileira do ISBN, e tem convênio com um bureau de serviços para realizar a diagramação e projeto gráfico de livros e revistas, impressos e eletrônicos.

Qualquer pessoa pode fazer seu próprio e-book usando um programa simples - veja em http://editoraplus.org/faca-voce-mesmo-um-e-book-no-formato-epub/

Escolas podem editar o livro através da Editora Plus; informações em http://editoraplus.org/faca-um-e-book-na-escola-nova-iniciativa-da-plus/

O projeto Faça um E-book na Escola é uma iniciativa da Editora Plus para incentivar a escrita e a leitura entre os estudantes.

Leia abaixo uma reprodução do texto publicado pela Editora Plus, ou leia diretamente no site (links abaixo):
Nosso objetivo é apoiar o desenvolvimento social e cultural de jovens estudantes, incentivando-os a escrever livros eletrônicos. No cotidiano de muitos jovens, certos recursos, como computadores, celulares, jogos eletrônicos, estão muito mais presentes do que os livros. 

Quantos gostam de ler livros? E quantos consideram livros coisas velhas, empoeiradas, chatas? Quantos se imaginam, então, escrevendo um livro!? Será que precisamos de pesquisas, de teses e dissertações, para conhecer essas respostas, traçar um diagnóstico? É claro que não. As “respostas” estão por toda parte, ouvindo música nas nossas casas e nas escolas, conversando no celular e no MSN, vivendo em função do Orkut, zanzando nas ruas, fazendo de tudo um pouco - menos ler ou escrever, as coisas mais sem graça do mundo.

Com o Faça um e-book na escola, tentamos mostrar outra perspectiva para os livros e sua autoria: que podem, sim, ser tão atuais quanto um iPod, tão modernos que nunca juntam poeira, escritos e lidos em computadores, até em celulares, trocados entre amigos como se fossem músicas… divertidos, peculiares, diferentes, e adivinhe, feitos por qualquer um, até por estudantes. Queremos mostrar que livros eletrônicos são uma alternativa, um caminho a seguir. Que livros não são só para escritores profissionais, ou leitores amalucados.

A professora Eloisa Menezes Pereira, uma das voluntárias dessa rede, viu no projeto a oportunidade de exercitar a reflexão dos alunos sobre si próprios e suas atitudes. A escola onde Eloisa leciona é pública e está situada numa das zonas mais violentas de Porto Alegre, o que torna esse primeiro livro ainda mais especial. Alunos-autores publicam de graça. Leitores baixam e lêem e distribuem o livro, de graça.Voluntários ajudam a finalizar o livro, também de graça. É a filosofia de trabalho da Plus: não queremos ganhar dinheiro, queremos ganhar leitores.

Se nossos jovens autores gostarem da sensação de escrever e publicar, será um sucesso. Se a partir daí souberem o que são e como se criam livros eletrônicos, será um sucesso. Se tiverem mais contato com textos, leituras e livros, será um sucesso.

Mas bom mesmo é o que os alunos-autores vão ganhar, garantidamente, escrevendo seus livros: reconhecimento social. Na escola, na família, entre os amigos, eles serão autores, escritores. E esse tipo de reconhecimento mexe um monte com a cabeça de quem é jovem. Dá confiança. Dá energia. Daí surgem talentos, perspectivas de vida. Os jovens autores vão aprender, na prática, a trabalhar de forma coletiva, tomando decisões, dividindo tarefas, executando um planejamento - livros exigem isso, livros não saem do nada. Colocarão suas habilidades para criar algo que ficará para sempre, e cujos resultados dependerão diretamente do seu próprio esforço.

Detalhes e ver o livro lançado:

Sobre o e-book publicado e o projeto:

Matéria principal Zero Hora (16/10/09)

"Resumo" da matéria de 17/10/09

Para acessar a página da Editora Plus:

Para acessar a página do bureau de serviços conveniado à Assers:
Comments