Em Foco‎ > ‎Mural‎ > ‎Mural Arquivo‎ > ‎

Dia do Supervisor Educacional

postado em 23 de ago de 2013 10:56 por Assers Digital   [ 22 de out de 2013 11:33 atualizado‎(s)‎ ]

Dia do Supervisor Educacional

DIA NACIONAL DO SUPERVISOR

(Zélia Helena Dendena*)

Vinte e dois de agosto

Dia de festas, e por que não

De reflexões sobre raízes e razões

Do nosso existir:

O que somos? Por que somos? Para que supervisores educacionais?

E como o seremos, eficientemente

Na complexidade circunstancial

Para o novo século?

Perguntas que um dia

Perturbaram colegas nossos

Levando-os a associarem-se nessa busca

De onde surgiu a ASSERS

Perguntas que brotam

De realidades pouco ou mal conhecidas

De ideais pouco ou mal discernidos

De objetivos pouco ou mal definidos

De recursos pouco ou mal carreados

De caminhos pouco ou mal traçados

Perguntas que

Inegavelmente perduram

Como desafio comum e incomensurável

A cada um de nós, pois

É o Homem que está em jogo, em especial

O Homem Brasileiro, considerando-se também

O Paulo do Morro

A Maria do Vale

A Zulma da Encosta

O Jari da Selva, e, consequentemente,

Sem esquecer, é claro,

Os destinos do Brasil no contexto

Internacional.

Incorpora-se ao questionamento

O espírito da lei aliado

Ao respaldo teórico das ciências sociais

De onde:

O especialista em supervisão é posto como

P “fermento da massa”

Cabendo-lhe ser:

Sol na compreensão e hierarquização

De valores humanos e sociais

Clarividência na adequação dos ideais

À infinitesimal gama de realidades

A serem modificadas

Força reguladora das “variáveis causais

Intermediárias e de resultado”, constantes

Do processo das mudanças desejadas

Analista permanente de situações

Inter-relacionadas a contextos gerais

E globais mais amplos e abrangentes.


Neste dia comemorativo cabe-nos o regozijo de sermos supervisores chamados e distinguidos, que fomos com esta missão de incomparável valor social. Profissão que exige vigília permanente sobre o crescimento pessoal e potencialidade criativa na solução de questões ordinárias e imprevisíveis do cotidiano. Esta é a exigência básica do objeto primeiro e último de nossa ação que é o Homem essencialmente constituído em liberdade ao qual nos cabe apontar caminhos alternativos da conquista existencial ao longo da vida. Nossa responsabilidade é grande. Todavia, encoraje-nos a esperança de que toda obra de vulto tem por base um projeto inicial levado a termo porque alguém acreditou nos resultados e confiou no poder da união de seus colaboradores. Assim devemos ser, individualmente. Assim se imponha, cada vez mais, a ASSERS e suas congêneres dentro e fora de seus limites associativistas e a cada aniversário que comemore no decurso de sua jornada.



*Nascida em Bento Gonçalves/RS, graduada em Filosofia pela UFRGS, Pedagogia pela UNISINUS, Pós-graduada em Administração de Sistemas Educacionais pela PUCRS, foi docente da PUCRS e do IPA, diretora do Centro Cultural Vila Sampaio em Viamão/RS, poetiza, Supervisora Escolar e sócia da ASSERS.



Assers

Comments